Pular para o conteúdo

Notícias

Cerfead faz cinco anos e comemora êxito da institucionalização da EaD

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 28 fev 2019 12:43 Data de Atualização: 28 fev 2019 13:52

A inovação e experimentação com a educação mediada por tecnologias vem sendo praticada no IFSC desde fins do século 20, quando as primeiras iniciativas nessa modalidade tiveram espaço na então Unidade São José da Escola Técnica Federal, em 1999. Mas foi há cinco anos, em 27 de fevereiro de 2014, que a publicação da Resolução 08/2014 do Conselho Superior (Consup) fez com que a Educação a Distância se tornasse formalmente parte da estrutura organizacional da instituição, com a criação do Centro de Referência em Formação e EaD (Cerfead), vinculado à Pró-Reitoria de Ensino. O ato formal referendou a modalidade no IFSC e atribuiu também ao novo órgão o foco na formação de formadores, uma das missões legais dos institutos federais.

O marco dos cinco anos de criação formal foi celebrado na tarde de quarta-feira, 27 de fevereiro, em um evento que reuniu servidores do Cerfead, reitora, pró-reitores e convidados na sede do órgão, centro de Florianópolis. Para marcar a data, os servidores receberam certificados com uma mensagem de agradecimento. "Hoje nós podemos afirmar que a EaD não é mais o futuro da educação, e sim o presente", ressaltou o diretor do centro, Érico de Ávila Madruga. Ele apresentou o histórico da educação a distância no IFSC, desde os primeiros projetos experimentais até os resultados de 2018, quando o Cerfead superou as 4 mil matrículas.

Se os programas de fomento como Universidade Aberta do Brasil (UAB) e Escola Técnica Aberta do Brasil (e-Tec) foram grandes impulsionadores para a oferta de cursos a distância a partir de 2008, hoje essa lógica já foi invertida: das matrículas de 2018, cerca de 2.500 referem-se a cursos de oferta própria em parceria com os câmpus (mestrado, especializações e formação inicial e continuada), enquanto as restantes são de cursos ofertados via UAB, e-Tec e Mediotec (especializações, licenciatura e técnicos). As ofertas via programas, salienta Érico, também ampliam as fronteiras do IFSC, já que permitem a atuação da instituição em cidades onde o IFSC não possui câmpus.

Um desafio para 2019, segundo Érico, será o início das ofertas próprias, sem fomento externo, de cursos nos câmpus. Em Chapecó já está em andamento o curso técnico em Segurança do Trabalho, e os PPCs de outros três cursos estão em elaboração pela equipe do Cerfead, para ofertas nos câmpus Tubarão, Xanxerê e São Lourenço do Oeste.

Neads

O pró-reitor de Ensino, Luis Otávio Cabral, destacou que a institucionalização foi determinante para o aumento da oferta própria de cursos EaD e que a atuação do IFSC com essa modalidade é referência para outras instituições. "Os resultados de hoje são fruto de um trabalho cumulativo de todos os servidores e gestores", afirmou. Cabral lembrou também que o sucesso da institucionalização também é responsabilidade dos câmpus, com seus Núcleos de Educação a Distância (Neads) - atualmente são 18 já implementados. "Os Neads bem estruturados são peças chaves no processo".

Outro aspecto ressaltado pelo pró-reitor é a inclusão dos 20% de carga horária permitidos por lei para atividades a distância nos projetos pedagógicos de curso (PPCs) da modalidade presencial, prática que começa a se tornar mais frequente. Ele observou que, na reunião do Consup de 25 de fevereiro, os três projetos aprovados preveem esses 20% de carga horária a distância. "Mas há ainda uma grande fronteira a desbravar no que diz respeito à questão da EaD articulada com o ensino presencial", observou.

A questão da democratização do acesso à educação pública de qualidade foi o ponto destacado pela reitora Maria Clara Kaschny Schneider ao lembrar do histórico da EaD no IFSC, que ela acompanhou desde a época do Cefet-SC. "Lembro que nós preparamos o primeiro projeto, em 2008, terminamos tudo numa quinta-feira santa e tínhamos que enviar pelo correio", recorda. "Fico muito feliz, orgulhosa e grata por estarmos hoje aqui fazendo esta comemoração e por termos todo esse reconhecimento interno e externo do trabalho que é feito no Cerfead", afirmou. Para a reitora, a educação a distância é uma modalidade que traz uma conjuntura inovadora para a instituição que implica uma mudança de paradigma, embora por vezes ainda seja vista com certa resistência. "Nós precisamos sempre reiterar o papel da EaD e mostrar os resultados e possibilidades. Muita gente que resiste acaba não aproveitando as muitas possibilidades que são oferecidas pelo Cerfead", lembrou.

Além do desafio da ampliação da infraestrutura física - atualmente o Cerfead funciona em um imóvel alugado, e a gestão negocia a obtenção de um imóvel próprio -, a reitora destaca a possibilidade de uma parceria com a secretaria de Estado da Educação como um possível projeto desafiador para o curto prazo. "A formação de formadores é nosso papel se queremos uma educação básica melhor para o país, e o Cerfead tem atuado com propriedade nessa área", disse Maria Clara. 

Saiba mais: Educação a Distância no IFSC

1999
Primeiro curso EaD no IFSC: curso básico em Refrigeração, Câmpus São José (antiga Unidade São José da ETF-SC)

2006 a 2008
Curso técnico a distância em Eletrotécnica, Câmpus Florianópolis (parceria com a Eletrosul)
Cefet-SC adere à UAB (CST Gestão Pública, 2007 e cursos de aperfeiçoamento em EJA, 2009)

2009 a 2011
Cefet-SC adere à rede e-Tec Brasil
Cursos de pós-graduação lato sensu (UAB): Gestão Pública, Gestão em Saúde, Ensino de Ciências (2011)
Programa de Fomento ao Uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (Pro-TICs) (2011)

2012
Cursos de pós-graduação lato sensu: EJA e Mídias na Educação (2012)
Departamento de EaD é transferido para o prédio atual, na rua Duarte Schutel, centro de Florianópolis

2013 a 2016
Aprovação da criação dos Neads do Centro (2013)
Criação do Cerfead (Resolução Consup 08/2014)
Início de cursos FIC por meio de ofertas sem fomento e: Proforbas, Procaed, capacitação dos câmpus em EaD e SIG, Especialização em Perícias/PRF

2016 a 2018
Cursos de pós-graduação lato sensu (sem fomento): Gestão Pública na Educação Profissional, Docência para Educação Profissional, Tecnologias para Educação Profissional
Mestrado ProfEPT
MedioTEC
 

INSTITUCIONAL