Pular para o conteúdo

Notícias

IFSC organiza Caminhada pela Acessibilidade

CÂMPUS XANXERÊ Data de Publicação: 16 set 2014 21:00 Data de Atualização: 06 fev 2018 14:44

 

O Câmpus Xanxerê organiza, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Xanxerê (Comde), a quinta edição da Caminhada pela Acessibilidade, um evento

que ocorre na sexta, dia 19, a partir das 14h15

(atualização: a caminhada foi transferida para 26 de setembro), em comemoração ao Dia Nacional de Luta da Pessoa Portadora de Deficiência. Com duração de aproximadamente uma hora e participação de alunos e servidores, a caminhada tem como objetivo conscientizar a população sobre questões de acessibilidade e inclusão social.

A caminhada começa na Praça Tiradentes, no Centro de Xanxerê. Depois da caminhada, vai haver apresentações artísticas e culturais. A expectativas dos organizadores é de contar com aproximadamente 500 pessoas, entre as quais estarão alunos e servidores do IFSC.

O Câmpus Xanxerê participou de todas as edições da caminhada (na imagem ao lado, caminhada realizada em 2012) e, neste ano, a participação ocorre por meio de projeto de extensão. O coordenador do projeto e do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (Napne) do Câmpus Xanxerê, Luiz Lopes Lemos Júnior, explica que a intenção é que o projeto seja anual e gere novas parcerias pra outras ações voltadas às pessoas com deficiência. Um questionário será aplicado com alunos de escolas estaduais que vão participar da caminhada antes e depois do evento para avaliar a percepção deles sobre acessibilidade e inclusão social.

O Dia Nacional de Luta da Pessoa Portadora de Deficiência, que motiva a caminhada, é comemorado em 21 de setembro e foi instituído pela Lei 11.133, de 14 de julho de 2005. Luiz Lemos conta que, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem 24,5 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência no Brasil. 

O coordenador do Napne considera que o Câmpus Xanxerê está bem adaptado às necessidades das pessoas com deficiência em relação a áreas de convivência, banheiros, salas de aula e seus acesso. “Nossa preocupação é quanto ao projeto do prédio novo a ser construído”, diz.

Em 2012 houve, segundo Luiz, uma “intensa discussão sobre acessibilidade arquitetônica” em Xanxerê, que obrigou ao comércio e à indústria locais promover adaptações para que recebessem ou renovassem alvarás de funcionamento. Naquele ano, o Comde entregou à 2ª Promotoria de Justiça um dossiê sobre a falta acessibilidade de deficientes na cidade. No entanto, avalia o professor do IFSC, ainda há desafios a superar, como a adaptação em órgãos públicos.

Além dos organizadores IFSC e Comde, apoiam a Caminhada pela Acessibilidade a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), e Fraternidade Cristã da Pessoa com Deficiência de Xanxerê (FCDX) e a Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos e Visuais de Xanxerê (Apadavix). Se chover, a caminhada será transferida para o dia 26, no mesmo local e horário.

https://www.youtube.com/watch?v=MrwhOrXpPvU

Veja vídeo da caminhada de 2012

 

CÂMPUS XANXERÊ