Pular para o conteúdo

Notícias

Câmpus Tubarão qualifica trabalhadores do setor de madeira e móveis da região

CÂMPUS TUBARÃO Data de Publicação: 22 jun 2017 21:00 Data de Atualização: 06 fev 2018 15:31

 

O Câmpus Tubarão do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) celebra nesta sexta-feira (23) a formatura de duas turmas de cursos Pronatec. Trata-se de um momento importante para uma instituição, na medida em que os cursos foram demandados pela indústria e consolidam o papel do IFSC no desenvolvimento socioeconômico da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel).

A cerimônia está marcada para as 19 horas desta sexta, no auditório da Associação Empresarial de Tubarão (ACIT). No total, vão se formar 24 alunos dos cursos de Assistente de Planejamento, Programação e Controle da Produção e Assistente em Controle de Qualidade. Ambos os cursos iniciaram em novembro do ano passado e foram demandados pelo Sindicato da Indústria da Madeira e do Mobiliário (Sindimad).

“Havia uma necessidade dos nossos filiados em qualificar a mão de obra. A parceria com o IFSC foi muito boa. Conversei com os alunos dos cursos e todos avaliaram bem o curso”, afirma o presidente do sindicato, Alexsandro da Cruz Barbosa. Além dos dois cursos realizados em parceria com o IFSC, um terceiro curso foi ofertado em parceria com o Senai. A intenção do Sindimad é ampliar as parcerias para a qualificação de trabalhadores em um setor importante para a região. Dados da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) apontam a existência de 586 empresas do setor na região da Amurel, empregando ao todo 3.850 trabalhadores. A intenção do sindicato é transformar a região em um polo estadual do setor madeireiro e moveleiro.

No curso de Assistente em Controle de Qualidade, que teve carga horária de 180 horas, os alunos tiveram aulas sobre Qualidade, Estatística, Informática, Normas Técnicas e Ética. No curso de Assistente de Planejamento e Controle de Produção, de 160 horas, os estudantes tiveram aulas de Análise e Representação de Processos, Documentação e Relatórios, Logística e Planejamento da Produção.

Participação dos alunos

Como grande parte dos alunos dos cursos trabalham na indústria, muitos deles atuaram como “guias” de seus colegas nas diversas visitas técnicas a empresas realizadas na reta final do curso. Foram três, desde abril, atividades nas quais os estudantes puderam conhecer os processos internos das indústrias. 


A última visita técnica foi realizada no dia 17 de junho. Os alunos do curso de Assistente de Controle de Qualidade estiveram no Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, em Capivari de Baixo, na Usina P&D Solar Cidade Azul e no Gerador de Energia Eólico, em Tubarão, todos da empresa Engie. Acompanhados pela professora Cristina Medeiros e pela orientadora do curso, Tatiani Alano Modolon, os alunos conheceram os procedimentos de controle de qualidade por meio de uso das normas técnicas e procedimentos padrões obrigatórios. O aluno Junio Cristóvão Gama, colaborador do Complexo Termelétrico, compartilhou com os colegas de turma a sua experiência de 13 anos na empresa, e a evolução e adaptações aos padrões de qualidade e segurança.

Em abril, alunos do curso de Assistente de Planejamento, Programação e Controle da Produção estiveram na Globo, indústria e comércio de produtos de limpeza, acompanhados pela professora Maiara Leonel Pereira e pela apoiadora administrativa do curso, Raiane de Souza. No local, eles verificaram na prática o planejamento e os processos de produção de uma indústria. Quatro alunos do curso que são funcionários da empresa orientaram a visita. Os alunos do curso também visitaram as instalações da Engie, no mês de junho, acompanhados pelo professor Leandro Medeiros Elias, Tatiani e Raiane. O objetivo da visita técnica foi conhecer o processo de geração de energia sustentável, o planejamento da produção e a pesquisa e desenvolvimento.

Avaliação positiva

O aluno Jackson de Sousa Mateus, de 23 anos, conheceu o IFSC através do sindicato. Ele escolheu se inscrever no curso sobre controle de qualidade por acreditar que teria um maior aproveitamento na empresa onde trabalha. “Eu ajudo a gerir a empresa e com os aprendizados que tive no decorrer do curso espero implantá-los aos poucos. Achei excelentes o curso e a estrutura que o IFSC oferece, tudo bem organizado, com funcionários competentes e motivadores”, avalia o formando.

Para a coordenadora do Pronatec no Câmpus Tubarão, Fernanda Corrêa Garcia, a avaliação positiva em relação ao curso passa pela parceria com o setor produtivo e a conexão da sala de aula com as atividades práticas. “A oferta do curso oportunizou que, tanto trabalhadores da indústria de móveis e madeireiras da região, quanto jovens que estão se inserindo no mundo do trabalho, se capacitassem na área de gestão, visualizando na sala de aula e na prática a gestão dos processos industriais. Acredito que tivemos um bom desempenho dos alunos nestes cinco meses em que ocorreram os dois cursos”, afirma.

Por Jornalismo IFSC | Câmpus Tubarão

CÂMPUS TUBARÃO