Pular para o conteúdo

Notícias

Tarde de autógrafos marca lançamento do livro O Mapa da Vida

CÂMPUS TUBARÃO Data de Publicação: 10 abr 2014 21:00 Data de Atualização: 07 fev 2018 08:55

 

A tarde desta quinta-feira (10) foi especial para as alunas do programa Mulheres Mil do Câmpus Tubarão do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Elas participaram da tarde de autógrafos do livro O Mapa da Vida, que faz um registro das experiências de vida relatadas pelas alunas. O evento foi realizado no Centro de Referência Assistência Social (Cras II), no bairro Passagem.

 

Estiveram presentes o diretor de Expansão do IFSC, Caio Monti; a diretora-geral do Câmpus Tubarão, Rita de Cássia Flôr; a coordenadora do programa Mulheres Mil no IFSC, Ania da Silva Witt; o prefeito de Tubarão, Olavio Falchetti; a diretora da Fundação de Desenvolvimento Social, Jane Dal Bó Falchetti; a diretora da Fundação Municipal de Educação, Lúcia Helena Fernandes de Souza; entre outras autoridades, alunas e familiares.

 

O livro traz histórias das duas turmas do curso de Zeladoria, realizado no segundo semestre de 2013 com mulheres dos bairros Morrotes e Passagem. A professora Jane Nowasco da Silva, organizadora do livro, contou que no início das aulas as alunas estavam bem tímidas, mas com o passar do tempo foram se soltando e ficaram mais à vontade para falar de si mesmas. “Eu posso até entender mais do que vocês de Língua Portuguesa, mas quando o assunto é história de vida, superação, esperança e amor vocês entendem muito mais”, disse a professora, se dirigindo às alunas.

 

A diretora-geral do Câmpus Tubarão ressaltou que o IFSC se instalou na cidade para ajudar a tornar os sonhos dos moradores realidade. “A maior riqueza desse trabalho está nas histórias. Só tenho a agradecer aos nossos parceiros que viabilizaram a execução do programa aqui na cidade”, disse. Rita também contou às alunas que um exemplar do livro foi enviado à presidente Dilma Roussef e convidou a todas a participarem das novas turmas que serão abertas este ano. 

 

Descoberta de novas amizades

 

A moradora do bairro Passagem Maria do Carmo Viana de Jesus conta que uma das maiores surpresas do curso foi conhecer pessoas que moram muito próximas a sua casa, mas que ela não conhecia antes. “Minha vizinha, quase de porta, fez o curso também e eu nem sabia o nome dela”, conta. Aos 62 anos, ela revela que não sabe ler e escrever e que tem depressão. “Não posso me esforçar muito, tive até que  parar de fazer crochê por recomendação médica. Participar do programa e conviver com essas mulheres só me fez bem. Estou agoniada pelos próximos cursos!”, disse. 

 

Ester Martins Pacheco (foto), de 68 anos, é viúva e mora sozinha no bairro Morrotes. Para ela, voltar a conviver em um ambiente escolar a fez relembrar o passado. “Quando a gente vai ficando com uma certa idade, vamos deixando de lado as amizades e passamos muito tempo dedicadas apenas à família. O curso me fez voltar no tempo. É como se estivesse na escola novamente fazendo novas amizades”, comemora.

 

Depoimento

 

Duas alunas deram seus depoimentos durante a tarde de autógrafos. Uma delas foi Marlene Tereza de Souza Ferreira, que emocionou todos os presentes com sua história. Ela relatou que estava passando por um momento de muita dor quando ouviu uma entrevista da diretora-geral do Câmpus Tubarão na rádio. “Minha irmã tinha acabado de falecer de câncer segurando a minha mão. Quando eu ouvi a entrevista da professora Rita sabia que era disso mesmo que estava precisando”, conta.

 

Emocionada, ela agradeceu a oportunidade de fazer parte do programa e comemorou o fato de sua neta ter participado da sua formatura, realizada em dezembro de 2013. “Quando ela crescer e for estudar no IFSC, vai poder dizer a todos que a avó dela foi uma das formandas da primeira turma do Câmpus Tubarão. Isso é um motivo de muito orgulho muito grande para mim”, finalizou Marlene.           

 

Para conferir a versão online do livro O Mapa da Vida, clique aqui.

 

CÂMPUS TUBARÃO