Pular para o conteúdo

Notícias

Estudantes do Câmpus Criciúma se preparam para competição de robótica no Canadá

ENSINO Data de Publicação: 18 abr 2018 08:56 Data de Atualização: 18 abr 2018 16:06
Estudantes do Câmpus Criciúma do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) se preparam para representar o Estado na RoboCup 2018, competição mundial de robótica e inteligência artificial para alunos de ensino superior e ensino médio, que acontece em junho no Canadá. É a segunda vez que estudantes do Câmpus participam do evento.
 
Em 2017, a competição foi realizada em Nagoya, no Japão. A equipe Siegel, formada por estudantes do Câmpus Criciúma do IFSC, ficou na sétima posição. No Canadá, novos alunos farão parte da equipe Siegel, que viaja com a expectativa de terminar nas primeiras posições na disputa contra equipes de Reino Unido, Eslovênia, México, Estados Unidos, China, Austrália, Japão e Brasil. No total, 18 equipes se inscreveram e apenas dez foram selecionadas – entre elas, outra brasileira, formada por estudantes do Instituto Federal do Tocantins (IFTO). 
 
"Este ano temos mais chances. Nossa equipe é uma das mais adiantadas, considerando que começamos o projeto do zero. Temos condições de garantir pelo menos o pódio", afirma o professor Guilherme Amorim Schmidt, coordenador da equipe Siegel.
 
Viajarão ao Canadá os estudantes Adrian Frasson, 18 anos, Sofia Meneghel Silva, 15, Nicole Citadin, 16, do curso técnico em Mecatrônica; Luís Fernando Silvestre, 17, e Gregory Topanotti, 18, da Engenharia Mecatrônica; e Suelen Reus Savi, 16, do curso técnico em Química.
 
"Vai ser uma oportunidade para aprendizado e contato com outras pessoas e conhecimentos”, resume Nicole. Entre os estudantes, apenas Gregory já viajou para fora do Brasil. “É um aprendizado totalmente novo, uma competição grande, em outro país. Não estamos participando para passar de ano ou para ganhar alguma bolsa, é um projeto voluntário para participar de algo grande”, afirma o estudante.
 
A competição
 
Criada em 1997, a RoboCup reúne pesquisadores e estudantes de todas as partes do mundo para diferentes modalidades de competições de robôs, programados e montados pelos próprios competidores. A competição acontece anualmente em diferentes cidades países. A edição de 2018 será realizada em Montreal, no Canadá, entre os dias 17 e 22 de junho.
 
A equipe do Câmpus Criciúma recebeu o aceite da organização do evento no dia 2 de abril, mas desde o final de janeiro estão trabalhando no robô. Os alunos do IFSC vão competir na modalidade RoboCup RESCUE, para estudantes de até 19 anos: nesta competição, o robô programado pela equipe deve desempenhar tarefas que simulam um resgate, em dez pistas com dificuldades diferentes.
 
Para o professor Guilherme, a participação do Câmpus em competições internacionais vem aumentando o interesse dos estudantes no envolvimento em projetos como esse. “A gente percebe um interesse maior. Todos os alunos são voluntários e o trabalho começou apenas com a possibilidade de conseguir a vaga para a competição. Conseguimos montar uma equipe com o interesse gerado pela participação na competição ano passado, com alunos trabalhando apenas pela vontade de participar”, destaca.
 
Já é uma tradição no Câmpus Criciúma a participação de alunos do curso técnico em Mecatrônica e da Engenharia Mecatrônica em competições nacionais e internacionais de robótica. O Câmpus é o atual tricampeão da etapa catarinense da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). 
 
Apoio
 
Uma parte dos custos da viagem será financiada pelo Câmpus Criciúma. Para completar os custos, os alunos lançaram uma campanha de financiamento na internet. Clique aqui para colaborar.
ENSINO CÂMPUS CRICIÚMA