Pular para o conteúdo

Notícias

Projeto de alunos é selecionado para receber subvenção financeira pelo Sinapse da Inovação

CÂMPUS FLORIANÓPOLIS Data de Publicação: 10 mai 2018 07:53 Data de Atualização: 10 mai 2018 10:31
Projeto de alunos é selecionado para receber subvenção financeira pelo Sinapse da Inovação

O sistema de controle automatizado para tanques de criação de peixes Aquicontrol foi um dos projetos selecionados para o recebimento de subvenção financeira pelo programa Sinapse da Inovação da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi). Desenvolvido pelos alunos Alexsandro Gehlen e Bárbara Coelho, do curso de Engenharia Eletrônica do Câmpus Florianópolis em parceria com outros dois estudantes da UFSC, o Aquicontrol receberá um aporte financeiro no valor R$ 60 mil para o desenvolvimento de seu produto. A premiação inclui ainda auxílio no valor de R$ 36 mil para contratação de bolsistas, suporte para o desenvolvimento do negócio, além de acesso a clientes e potenciais investidores.

Veja como funciona o Aquicontrol:

O programa Sinapse da Inovação acolheu nesta edição as inscrições de mais de 1.700 ideias, sendo contempladas apenas as 100 propostas mais inovadoras, dentre elas o Aquicontrol. O projeto prevê a instalação de um sistema automatizado nos tanques de piscicultura para controle de parâmetros essenciais para o desenvolvimento dos peixes, como oxigênio, temperatura e PH da água, por exemplo. Sensores instalados nos tanques farão a coleta de dados e um programa específico fará a análise das informações e atuará no sistema toda vez que os parâmetros se diferenciarem dos padrões estabelecidos. No caso da redução do oxigênio, por exemplo, o controle aciona o aerador automaticamente. Além de reduzir o tempo de serviço do piscicultor, o projeto também vai ajudar a diminuir os custos de produção e aumentar a produtividade.

O professor Daniel Lohmann, mentor dos alunos na elaboração do projeto, não esconde sua satisfação com o desempenho da equipe. “O trabalho desenvolvido por eles refletiu positivamente para o curso em vários aspectos. A própria Bárbara elaborou seu trabalho de conclusão de curso com base no projeto, foi importante também para a atualização dos docentes, além disso, estamos providenciando o pedido de patente para o produto sob a tutela do IFSC”.

O projeto dos estudantes já havia sido campeão do Desafio IFSC de Ideias Inovadoras em 2017, ocasião em que recebeu um prêmio no valor de R$ 15 mil para ser aplicado no desenvolvimento da ideia. Segundo Gehlen, essa premiação foi fundamental para a estruturação da proposta. “O apoio do IFSC por meio do Desafio IFSC de Ideias Inovadoras nos proporcionou além de estímulo, também os recursos financeiros necessários para dar continuidade ao projeto”.

Alexsandro e Bárbara se preparam agora para as próximas etapas do projeto, que prevê a abertura da empresa, o período de seis meses para o aperfeiçoamento do produto, a participação nas capacitações oferecidas pelo programa, além do contato com os primeiros clientes e investidores. “Estamos realizando muitas pesquisas e principalmente aprendendo a resolver os problemas sem uma receita pronta, temos que buscar nossa própria receita para resolver as questões que vão surgindo no dia a dia”, afirmou Gehlen.

O Desafio IFSC de Ideias Inovadoras é voltado à promoção do empreendedorismo e da inovação tecnológica. As inscrições para edição de 2018 estão abertas até 6 de junho para novas iniciativas. Os melhores trabalhos receberão até 15 mil reais para saírem do papel e serem colocados em prática como projetos de pesquisa aplicada.

CÂMPUS FLORIANÓPOLIS INOVAÇÃO