Pular para o conteúdo

Notícias

Câmpus Florianópolis promove a 2ª Semana da Diversidade

CÂMPUS FLORIANÓPOLIS Data de Publicação: 23 mai 2018 11:39 Data de Atualização: 23 mai 2018 19:07
Câmpus Florianópolis promove a 2ª Semana da Diversidade
Começou terça-feira (22), a 2ª Semana da Diversidade do Câmpus Florianópolis. As atividades serão todas no auditório do Câmpus Florianópolis. O evento é uma iniciativa do Comitê de Ações Afirmativas, vinculado ao Napne/Coordenadoria de Inclusão e contará com palestras e uma exposição de cartazes sobre mulheres brasileiras.
 
“O IFSC, por ser um espaço público e educacional, deve se atentar para a realidade brasileira, formando e conscientizando os estudantes e servidores para o diálogo e o respeito”, destaca o professor da Assessoria de Português Carlos Eduardo Lara (Cadu), que coordena o comitê.
 
“A Semana da Diversidade está na segunda edição aqui no câmpus. Em 2017, ocorreu o Dia da Diversidade, e, em anos anteriores, atividades isoladas. Nas realizações passadas, organizamos em junho por conta do Dia do Orgulho LGBT (28/06), celebrado nessa data em virtude dos acontecimentos de Stonewall. Em marços anteriores, também organizamos atividades atividades no Dia Internacional da Mulher. Nesse ano, tivemos um calendário atípico, com início das aulas já no fim de fevereiro e com os jogos do Brasil em junho e, por essa razão, unimos os dois eventos em uma data intermediária”, explica o professor. 
 
Para ele, é fundamental incluir atividades deste tipo no calendário de eventos do câmpus. “São atividades que buscam discutir questões sobre equidade de gênero, violência de gênero, visibilidade LGBT. Elas se justificam nos dados originados por estudos e pesquisas, feitos por órgãos públicos, que revelam uma disparidade de gênero, em várias frentes, no Brasil. Essas pesquisas também mostram a violência de gênero (e, aí, inclui-se: homofobia, transfobia, violência contra a mulher etc.) como algo cotidiano em nosso país”.  
 
Terça-feira (22), aconteceu a exposição de cartazes – Mulheres brasileiras, com a alunos de Design de Produto, e às 10h, o tema foi “E quando a violência de gênero está na escola?”, discutido com Flávia Maia Moreira. Na quarta (23), às 15h40, é a vez de “Um santo “gay” que “virou hétero:” a imagem de São Sebastião na arte brasileira do início do séc. XX”, com Christian Conceição Fernandes. Na quinta, às 8h, será a vez de Franciele Drews de Souza conversar sobre "Lugar de mulher é onde ela quiser! Ah, é mesmo?", e a partir das 16h,  encerrando a programação, Kelly Vieira Meira e Mônica Soares Siqueira discutem “Vivências e coerências: gênero e transexualidade”. 
CÂMPUS FLORIANÓPOLIS EVENTOS