Pular para o conteúdo

Notícias

Jornada de palestras e oficinas discute desafios da agroecologia no Planalto Norte

EXTENSÃO Data de Publicação: 04 jun 2018 08:31 Data de Atualização: 04 jun 2018 09:01
Jornada de palestras e oficinas discute desafios da agroecologia no Planalto Norte
O Câmpus Canoinhas reúne, nos dias 5 e 6 de junho, agricultores, estudantes e pesquisadores para debater o futuro da agroecologia, na primeira Jornada Agroecológica do Planalto Norte Catarinense. Durante os dois dias de evento, serão realizadas palestras, mesas-redondas, oficinas didático-pedagógicas, exposição de pôsteres e apresentações artísticas com foco na produção sustentável da agricultura familiar.
 
“É um evento importante porque reunirá pesquisadores, agricultores e estudantes envolvidos com a agroecologia e, através dos trabalhos apresentados, das palestras e oficinas ministradas, novas possibilidades de parcerias, de pesquisas e de produção poderão acontecer na região”, explica a coordenadora do Núcleo de Estudos Agroecológicos do Planalto Norte (Neaplan) e do curso técnico em Agroecologia do Câmpus Canoinhas, Magali Regina.
 
O evento é organizado pelo Neaplan – instalado em 2016 no Câmpus Canoinhas, em parceria com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Difusão Tecnológica (Epagri) – regional de Canoinhas, Prefeitura Municipal de Canoinhas, Rede de Agroecologia Ecovida e Cooperativa de Organização, Produção e Comercialização Solidária do Planalto Norte de Santa Catarina (Comsol), e conta com o apoio financeiro do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
 
Palestras
 
A abertura do evento, no dia 5 de junho, coincide com o Dia Mundial do Meio Ambiente e vai tratar de um tema importante para quem defende a agricultura sob uma perspectiva agroecológica: a produção orgânica.
 
Na primeira palestra da noite, às 19h30, o professor do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) na unidade de Viamão, coordenador do Núcleo de Estudos em Agroecologia e Produção Orgânica de Viamão (Ecoviamão) e ex-secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Rio Grande do Sul, Claudio Fioreze, vai falar sobre “Os desafios da transição orgânica”.
 
Na sequência, às 20h45, a palestra “Desafios e benefícios da certificação orgânica”, com uma das diretoras da Ervateira Yacuy, Salete Peruci, vai mostrar como a empresa desenvolve sua atividade extrativa sem agredir o meio ambiente, ao optar pela não utilização de nenhum tipo de pesticida, fungicida ou herbicida em seu erval de mata nativa.
 
No dia 6, a programação começa às 8h com uma mesa-redonda sobre “Tratamentos agroecológicos na produção vegetal e animal”. Farão parte da mesa o médico veterinário do Centro Paranaense de Referência Agroecológica (CPRA – PR), Evandro Massulo Richter, e os engenheiros agrônomos Ana Simone Richter, também do CPRA, e Leonardo Felipe Faedo, do Laboratório de Homeopatia da EPAGRI – Lages.
 
Às 11h, a engenheira agrônoma do Grupo de Pesquisa em Agroecologia, Agrobiodiversidade e Sustentabilidade da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Marielen Priscila Kaufmann, vai falar sobre “Experiências e desafios das sementes crioulas na produção agroecológica”. Para quem se interessa pelo tema, à tarde, das 14h30 às 17h, vai acontecer a troca de sementes, que se caracteriza como um momento privilegiado para a constituição de redes de reciprocidade e para a transmissão de conhecimentos.
 
Para encerrar a programação, às 15h30, o engenheiro florestal da Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi), Leandro da Rosa Casanova, vai tratar do tema “A Floresta e a exploração de recursos não madeiráveis”.
 
Oficinas
 
Ainda na parte da tarde do segundo dia de programação, a organização da Jornada Agroecológica reservou o horário das 13h30 às 14h30 para a realização de cinco oficinas:
 
1. Utilização de Plantas Alimentícias não Convencionais, com a bióloga e professora do Câmpus Gaspar do IFSC, Andrea Becker Delwing;
 
2. Manejo de Abelhas sem Ferrão (a definir);
 
3. Acionador Automático de Baixo Custo para Irrigação (PINGA), com o engenheiro agrônomo e professor do Câmpus Canoinhas do IFSC, João Paes Leme;
 
4. Importância de Sementes Crioulas em Assentamentos, com o biólogo da AS-PTA – Agricultura Familiar e Agroecologia, Fábio Júnior Pereira da Silva;
 
5. Enxertia de Araucária, com a engenheira agrônoma e professora do Câmpus Canoinhas do IFSC, Crizane Hackbarth.
 
As apresentações e avaliação dos trabalhos (pôsteres) acontecerão em dois momentos, no dia 6, das 10h às 11h e das 14h30 às 15h30.
 
Inscrições
 
As inscrições para as palestras e oficinas são gratuitas e devem ser feitas no portal do Neaplan na internet, em http://canoinhas.ifsc.edu.br/neaplan/.
EXTENSÃO CÂMPUS CANOINHAS